miguel silvestre 

Caras e Caros compatriotas,

Amigas e Amigos guineenses,

Ao iniciar funções como Embaixador de Portugal em Bissau, quero, em primeiro lugar, dizer que é uma grande honra e que estou especialmente feliz por poder trabalhar em prol da dinamização e do robustecimento das relações bilaterais com a Guiné-Bissau, bem como do desenvolvimento pleno e inclusivo do país. Da minha parte, bem como de toda a equipa da Embaixada, há o compromisso, a determinação e o empenho para que tal aconteça.

A Guiné-Bissau é, para nós, um parceiro-chave e pode contar com o interesse e a vontade das instituições, empresas, investidores e sociedade civil de Portugal em ir mais longe nesta parceria, desde a cultura à economia, passando pela educação e pela saúde, que são áreas estruturantes da nossa cooperação, mas incluindo igualmente o desenvolvimento do capital humano, a geração de emprego, o apoio ao empreendedorismo e a modernização das infraestruturas. Portugal também continuará a trabalhar, como Estado-membro da União Europeia, para o aprofundamento das relações económicas e de cooperação em vários domínios entre a Guiné-Bissau e a União Europeia.

As visitas e os encontros de nível político entre responsáveis portugueses e guineenses têm-se sucedido a um ritmo intenso, tanto em contexto bilateral como multilateral, incluindo no quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), e dão testemunho da comunicação fluida entre os protagonistas políticos de cada lado, bem reveladora dos profundos laços de amizade que unem os dois países.

Esta interlocução reflete também o reconhecimento implícito da importância do amplo e intenso relacionamento bilateral, que não se cinge ao plano oficial, antes extraindo a sua força e o seu vigor da estreita ligação intergeracional entre os nossos dois Povos e da efetiva proximidade entre as pessoas – cidadãos portugueses, guineenses e binacionais –, do investimento das empresas, da circulação de estudantes e da mobilidade generalizada que se verifica entre os dois países.

A comunidade portuguesa na Guiné-Bissau é exemplar pela sua integração neste país e tem desempenhado um papel fundamental no fortalecimento dos nossos laços bilaterais, contribuindo simultaneamente para o desenvolvimento dos dois países. Destaco, também, o importante contributo da comunidade guineense para o desenvolvimento de Portugal.

Recebo todo este positivo legado como uma motivação para continuar o trabalho, de forma proativa e construtiva em busca de melhorias constantes nos nossos serviços, tendo em vista o reforço das relações de parceria, amizade e cooperação entre a Guiné-Bissau e Portugal.

Toda a equipa da Embaixada de Portugal em Bissau permanecerá, como sempre esteve, atenta e disponível para apoiar todos, no âmbito das suas atribuições e competências.

Miguel Cruz Silvestre

Embaixador de Portugal em Bissau

7 de fevereiro de 2024

  • Partilhe